Estamos a viver uma era de mudanças permanentes e exponenciais. Tudo está a acontecer a um ritmo sem precedentes na história da humanidade e difícil de acompanhar pelos nossos pensamentos mais lineares. Sentimos a transformação das nossas vidas sociais, politicas e económicas, todos os dias e em todo o lado.

As inovações tecnológicas inundam-nos todos os dias e a multiplicidade de opções complicam as nossas melhores escolhas. Muito é digitalizado, disruptivo, desmonetizado, desmaterializado e democratizado. A robótica, a inteligência artifical e os softwares estão a eliminar os trabalhos tradicionais, sobretudo os rotineiros. A ficção cientifica está a tornar-se um facto cientifico. Um estudo recente da McKinsey [1] estima que cerca de 60% de todas as ocupações poderiam ver 30% ou mais de suas atividades constituintes automatizadas

Estas mudanças exigem o nosso compromisso na nossa melhor adaptação a estes novos desafios. O modo como trabalhamos nunca mais será o mesmo. As competências que precisamos serão dramaticamente diferentes. Actualmente preparamos e educamos os nossos filhos para profissões que ainda nem sequer existem sendo agora os valores humanos aqueles as competências onde temos que investir fortemente pois serão mais valiosos que nunca.

Segundo o Bureau of Labor Statistics [2] actualmente um trabalhador muda de emprego em média 11,7 vezes desde os 18 aos 48 anos de idade. E não só teremos cada vez mais empregos como até mais profissões ao longo da nossa carreira.

Um estudo da IMD business school [3] revela que nós vamos viver mais tempo que a maioria das grandes empresas que actualmente vêm a sua longevidade reduzida de 61 anos para 18, com tendência descrescente.

A geração Y, também designada como geração do Milénio ou Milénios, na sua necessidade de adaptação às mudanças cada vez mais disruptivas e incertas, preferem ter acesso às coisas do que serem proprietários das mesmas.

Como podemos descobrir novas oportunidades nesta tempestade de mudanças?

Estamos a viver uma época onde ser suficientemente bom já não chega. Temos que ser os melhores naquilo que decidirmos fazer. E só conseguiremos conquistar a excelência se nos focarmos e especializarmos na nossa actividade principal. Teremos que cooperar com outros parceiros capazes de nos fornecerem recursos e soluções de suporte às nossas operações. Tal como defende Yuval Noah Harari em “Sapiens: História Breve da Humanidade” o segredo do sucesso da humanidade como espécie dominante deste Mundo foi a cooperação flexível em larga escala. Hoje quase todas as coisas que precisamos para sobreviver são fornecidas por terceiros que desconhecemos por completo. Temos que continuar neste caminho e utilizar a nossa imaginação e comunicação para criar novas realidades e para partilhar entre todos os recursos existentes de forma sustentada e na melhor preservação do nosso planeta.

Temos cada vez mais certeza da incerteza. Porém, a capacidade de planeamento e acção a longo prazo é mandatória na medida em que as nossas decisões de hoje têm que pressupor que os nossos recursos actuais ficarão desactualizados e não terão capacidade de satisfazer a médio e longo prazo. Para vivermos precisamos de nos adaptar, ser ágeis, cooperar e ser mais humanos. Como humanos temos a capacidade de nos adaptarmos, se quisermos. Já para a maioria das máquinas, é mais difícil. Na MACHRENT investimos o nosso melhor nas nossas pessoas, na sua formação e valorização contínuas, e na constante renovação da nossa frota de equipamentos. Só assim, conseguimos que os nossos clientes sejam ágeis e produtivos, e tenham as melhores soluções para cada tipo de trabalho, durante o prazo que efectivamente necessitem, sem se endividarem e libertando capital, energias e tempo para a sua actividade principal.

[1](http://www.mckinsey.com/business-functions/digital-mckinsey/our-insights/where-machines-could-replace-humans-and-where-they-cant-yet)

[2]https://www.bls.gov/nls/nlsfaqs.htm#anch41

[3]https://www.imd.org/research-knowledge/articles/why-you-will-probably-live-longer-than-most-big-companies/

Deixe um comentário

Categorias de Artigos

Cultura Machrent
Legislação
Segurança
Financiamento
Tecnologia

Materiais
Imobiliário
Reabilitação e Arquitetura
Espaços Urbanos

Floresta
Incêndios
Agricultura
Jardinagem

Logística
Gestão de Stock
Gestão de Equipamentos
Manutenção

Desporto
Concertos e Festivais
Casamentos
Outros